Danielle Garcia e o Cidadania são condenados na Justiça

A delegada Danielle Garcia e o Partido Cidadania foram condenados pelo juiz Alexandre Magno Oliveira Lins, do 2º Juizado Especial, a pagar R$ 5 mil de multa por propagar informações falsas durante a campanha eleitoral de 2020.

A ação foi movida pelo prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira (PDT), pelos secretários municipais Luiz Roberto Dantas e Jeferson Passos e pela ex-diretora da Saúde de Aracaju, Mônica Passos após a delegada acusar, durante campanha eleitoral, a prefeitura de realizar pagamento, sem licitação, de R$ 200 milhões à empresa Torre.

Nos autos do processo, ficou comprovado que a informação era mentirosa e que a Empresa Torre foi contratada por Concorrência Pública.

De acordo com o magistrado “são evidentes que as informações inverídicas transmitidas pela ré [Danielle] atingiram a imagem e a honra dos requerentes: Edvaldo Nogueira, Jeferson Dantas e Luiz Roberto Dantas, pois, em razão dos cargos públicos que ocupavam no município, estavam diretamente relacionados com a contratação da empresa Torre”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *