Mais de 3.700 aracajuanos completaram esquema vacinal neste fim de semana

Concluindo o final de semana de vacinação, neste domingo, 29, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, vacinou 1.104 pessoas com a segunda dose. Somando com o dia anterior, quando 2.651 pessoas também se vacinaram, 3.755 aracajuanos completaram seu ciclo de imunização com as duas doses neste final de semana.

 

Até o dia 4 de setembro, o calendário de segunda dose segue ativo e com pontos específicos para cada imunizante. Para receber a D2 da Pfizer, o cidadão deve buscar o serviço no drive do Parque da Sementeira ou no Externato São Francisco (Suíssa).

 

Quem foi vacinado com a CoronaVac pode receber a segunda dose na Unit (Farolândia) ou no Auditório Antônio Vieira Neto (Siqueira Campos).

 

Já os que estão no prazo para a segunda dose de AstraZeneca têm quatro pontos de vacinação: o drive do Parque da Sementeira, e as UBSs Marx de Carvalho (Ponto Novo), Augusto Franco (Farolândia) e Cândida Alves (Santo Antônio).

 

Os pontos fixos funcionam das 8h às 16h, e o drive no Parque da Sementeira até às 17h. Não precisa de código de validação para receber a segunda dose no drive.

 

Esperança

Nas primeiras horas do domingo, Hellen Caroline Reis, 28 anos, foi ao ponto no Auditório Antônio Vieira Neto para receber sua segunda dose.

 

“Desde quando chegou a minha vez de receber a primeira dose essa notícia me encheu de esperança, de que as coisas iriam voltar ao normal. E com a segunda dose, esse sentimento se renova”, afirmou.

 

Feliz por completar o esquema vacinal, o auxiliar de loja Valderio Silveiro assegurou que vai seguir tomando as medidas preventivas.

 

“Até a chegada da vacina foi um período tenso e preocupante, tanto pelo meu trabalho, voltado ao atendimento ao público, mas também por ter uma filha pequena, o que nos fez redobrar todos os cuidados. A segunda dose chegou, mas não deixamos de nos cuidar”, disse.

 

Quem também celebrou esse dia foi a professora Jéssica Nascimento Ferreira, que atua na rede estadual de ensino e não vê a hora de retomar as aulas presenciais.

 

“Os alunos da rede pública estão sem aula presencial há um ano e meio, então quanto mais rápido a gente voltar para sala de aula, mais a educação pública vai andar. Essa segunda dose tem um valor diferente, não apenas pela minha saúde, pela minha família (que também já tomou a segunda dose), mas em especial por causa da minha profissão”, refletiu.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *