Prefeito reúne Comitê de Crise para avaliar atuação das equipes nas chuvas e pedir atenção redobrada no final de semana

O prefeito Edvaldo Nogueira reuniu, na manhã desta quinta-feira,  22, o Comitê de Gerenciamento de Crise para avaliar a atuação da gestão municipal diante das chuvas intensas que têm caído sobre Aracaju no mês de julho. Somente este mês, a capital sergipana já registrou um acumulado de 347 milímetros de água pluvial, quando a média esperada  para todo o mês era de 220 milímetros. Ao elogiar o trabalho das equipes, Edvaldo destacou que a “administração tem respondido de maneira muito competente às chuvas”. Ele também pediu “atenção máxima” neste final de semana, quando a previsão aponta para um volume expressivo de chuvas.

“A gestão tem respondido de maneira muito competente às chuvas deste mês e esta reunião foi marcada, justamente, para reforçar nossa prontidão e atuação para este final de semana. Como há previsão de mais chuvas para o final do mês, devemos colocar nossas equipes de plantão para atuar, especialmente porque temos visto o que vem acontecendo em outros países, que estão sendo surpreendidos por um volume de chuvas completamente inesperado. Temos demonstrado nossa efetividade, mas peço que todos se mantenham alerta para que possamos seguir neste mesmo ritmo, nos antecipando e respondendo bem às chuvas”, reforçou o prefeito.

Efetividade

De acordo com o secretário municipal da Defesa Social e da Cidadania, coronel Luís Fernando Almeida, assim como nos anos anteriores, os trabalhos estão sendo realizados de forma coordenada, com foco e monitoramento preventivo nas áreas de risco. “Esse planejamento tem feito a diferença nos últimos anos. Todos estão se ajudando, os secretários estão se reunindo, discutindo as ações, com o segundo escalão pronto, agindo imediatamente, e isso tem se refletido na cidade. A Euclides Figueiredo, por exemplo, era a principal área de alagamento e isso não ocorre mais. As chuvas fortes comprovaram. E isso é fruto das obras, somado ao trabalho preventivo”, afirmou o secretário.

O coronel ressaltou, ainda, que, assim como pediu o prefeito, neste final de semana “as equipes seguirão atentas, no mesmo caminho”. “Estaremos de prontidão, como pediu o prefeito Edvaldo. Há uma previsão de 200 milímetros e tivemos 64,7, então, pode ser que venha esse restante, um pouco mais ou menos. O que não pode acontecer é sermos pegos de surpresa, então, todas as nossas equipes estão de prontidão, atuando conforme o nosso Plano de Contingência. Já sabemos quais são os locais mais afetados, quando as chuvas se concentram na cidade, os pontos de alagamento, então, estamos prontos para o que vier. É claro que temos visto, pelo mundo, um clima destemperado, com situações completamente inesperadas em países de primeiro mundo. Apesar da visão climática global mais seca para o Brasil, tem chovido bastante nas áreas litorâneas, então, precisamos estar atentos, como pediu o prefeito”,  frisou.

Participaram da reunião os secretários Jeferson Passos (Fazenda), Evandro Galdino (Governo), Waneska Barboza (Saúde), Luís Fernando Almeida (Defesa Social e da Cidadania), Luiz Roberto Dantas (Serviços Urbanos), Alan Lemos (Meio Ambiente), Sérgio Ferrari (Emurb), além do coordenador da Defesa Civil de Aracaju, major Silvio Prado e o diretor-geral da Guarda Municipal, Subinspetor Fernando Mendonça.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *