GTA inicia operação com farol de busca Trakkabeam A800

Com mais de 12 anos de serviços prestados à população sergipana, o Grupamento Tático Aéreo de Sergipe (GTA) deu início à utilização de mais uma importante ferramenta de apoio às múltiplas missões aéreas: o sistema de farol de busca Trakkabeam A800, da fabricante australiana Trakka Systems.

O equipamento possibilitará ao GTA ampliar ainda mais a sua atuação em todo o Estado do Sergipe, e chega em boa hora, dados os grandes desafios vividos atualmente com a pesada rotina imposta pela pandemia de COVID-19. Agora as operações aéreas noturnas poderão ser intensificadas graças ao apoio dessa importante ferramenta.

Além de ser essencial para as operações policiais é um equipamento fundamental para as operações aeromédicas ou de resgate, pois potencializa a segurança das equipes e da vítima, pois o TrakkaBeam A800 pode ser controlado sem que o piloto remova suas mãos dos comandos de voo.

O equipamento instalado no helicóptero Falcão 01 também auxiliará nas missões de busca e salvamento, quando as equipes trabalham contra o relógio para localizar pessoas desaparecidas, em perigo ou acidentadas. Com a assistência tecnológica adequada, os esforços de busca e salvamento podem ser significativamente melhorados.

Os holofotes do TrakkaBeam possuem design aerodinâmico, feixe de luz consistente, mais eficiente e mais rápido, além de consumir menos energia elétrica. Além disso, possui solução multifiltro. De dentro do cockpit, até seis filtros diferentes podem ser ativados ao toque de um botão, que podem variar de infravermelho extremamente encoberto a ultravioleta.

Diferentes opções de filtro reduzem o brilho da neblina ou areia branca, podem melhorar a cor natural no campo alvo e serem usados para o trabalho de içamento próximo sem prejudicar a visão da tripulação em terra. Este design interno engenhoso reduz a massa e o peso, protege contra manutenção futura custosa e melhora a capacidade de missão e versatilidade.

Treinamento

As equipes passaram por instrução para utilização do farol de busca na região do litoral e testar todas suas capacidades. A atividade fez parte do cronograma de treinamentos periódicos, que envolvem ainda, salvamento aquático, combate à incêndios florestais e remoção de vítimas em locais de difícil acesso com utilização de cordas.

Fonte:SSP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *