Danielle no Podemos

Coluna Rita Oliveira – 20 de julho

 

Começam as definições de partidos visando as eleições 2022 em Sergipe. Nesta terça-feira (20) a delegada Danielle Garcia deixa o Cidadania e se filia ao Podemos, legenda que deve disputar um mandato no pleito do ano que vem.

É certo que Danielle, que em 2020 disputou a Prefeitura de Aracaju conquistando 42,14% dos votos válidos no segundo turno, concorra em 2022 a mandato de deputada federal ou senadora.

A sua filiação ao Podemos não é nenhuma surpresa. Na semana passada a coluna já registrou que Danielle poderia se filiar a legenda, mediante a provável filiação do ex-juiz e ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, ao partido.

Moro, que mora hoje nos Estado Unidos, passou a semana passada no Brasil e conversando com o Podemos sobre sua filiação a legenda para disputar a presidência da República em 2022.

A delegada tem um vínculo com o ex-ministro, tendo, inclusive, feito parte da equipe do Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional do Ministério da Justiça (DRCI/SNJ), comandada pelo ex-juiz.

Apesar das especulações de desentendimentos políticos de Danielle com Alessandro, desde a campanha eleitoral de 2020, quando disputou a prefeitura, os dois acabaram chegando a uma posição que poderiam caminhar juntos se estivessem em partidos distintos.

Danielle pode vir a ser candidata ao Senado na chapa de Alessandro, caso ele decida mesmo disputar o governo e não a presidência da República embalado na sua boa atuação na CPI da Covid, quando vem tendo um grande espaço na mídia nacional e sendo destacado como um dos melhores membros da comissão. Nesse caso o candidato a presidente deve ser Moro.

Com a delegada no Podemos, o presidente estadual do partido, deputado estadual Zezinho Sobral, em uma questão de tempo, perderá o comando da legenda no estado. Isso porque é o líder do governo na Assembleia Legislativa, do qual Danielle faz oposição, e a sua filiação ao partido não passou por ele.

Mais na frente Danielle, candidata ao Senado ou a Câmara dos Deputados, pode sofrer um desgaste político por chegar ao Podemos com entendimentos feitos de cima para baixo, ou seja, através da cúpula nacional do partido. Se igualando as velhas práticas dos caciques da política, que condena junto com Alessandro.

…………………….

Ponto de vista 1

O presidente estadual do Podemos, deputado Zezinho Sobral, confirma que a filiação da delegada Danielle Garcia ao seu partido é um ato da executiva nacional, sem a concordância da executiva estadual e das municipais.  “Atualmente, o Podemos Sergipe segue uma linha política que não é a mesma da filiação realizada pela nacional. Isso contraria o planejamento estratégico do próprio partido, assim como as regras do compliance sugeridas e propostas para todos os diretórios”, afirma.

Ponto de vista 2

“Vamos aguardar e avaliar o desfecho dessas questões e, em reuniões internas, definir que posição tomar a respeito. Lamentamos que a necessidade de composição de membros do Congresso Nacional, imposta pela legislação eleitoral, promova esse tipo de ato que combina mais com a velha política do que com os novos modelos de transparência, participação e construção coletiva”, enfatiza Zezinho.  Vai perder tempo, pois perderá o comando da legenda em Sergipe para Danielle, que chega com prestigio da cúpula nacional.

E agora?

Do senador Alessandro Vieira (Cidadania) sobre a filiação de Danielle Garcia ao Podemos: “Amanhã [terça-feira] avançamos na renovação política de Sergipe, com a filiação de Danielle Garcia no Podemos, partido parceiro no Senado e que agora se soma no projeto do nosso grupo em Sergipe. É mais uma opção para os sergipanos que desejam mudar de verdade. Agora é Cidadania23 e Podemos19!”. Foi questionado pelo presidente nacional do Cidadania, Roberto Freire, que sabia que a delegada seria candidata a deputada federal pelo seu partido.

Filiação prestigiada 1

O ato de filiação da delegada Danielle Garcia ao Podemos será feito nesta terça-feira (20), pela Executiva Nacional do partido. Será ao meio-dia, no restaurante Paisano, em Aracaju, com as presenças da presidente nacional, deputada federal Renata Abreu, do coordenador regional Adriano Stefanni e da presidente nacional do Podemos Mulher, Márcia Pinheiro.

Filiação prestigiada 2

Às 15h será concedida entrevista coletiva à imprensa.  Renata Abreu já antecipou que na política Danielle “já mostrou ser líder nata, alinhada com os anseios da população”. Enfatizou estar muito feliz com seu ingresso no Podemos.

Especulação

O ato de filiação de Danielle na churrascaria Paisano, de propriedade do ex-jogador e ex-deputado federal Washington Coração Valente, já leva a especulação de que ele pode se filiar também ao Podemos e ser candidato a uma cadeira na Câmara Federal em 2022.

 

Arregaçando as mangas

O senador Rogério Carvalho (PT) aproveitará os 15 dias de recesso no Congresso Nacional para intensificar as conversas sobre sua candidatura ao governo em 2022. Os contatos retomaram na sexta-feira (16). Segundo uma fonte, Rogério quer estruturar um arco de aliança envolvendo o PSB, PSDB, PL, Psol, Solidariedade e Republicanos.

Lula

Na entrevista que concederá nesta terça-feira (20), às 8h, à Jovem Pan, não será surpresa se o ex-presidente Lula anunciar a pré-candidatura de Rogério Carvalho a governador.

Pelo Nordeste 1

Lula iniciará uma visita ao Nordeste, tradicional reduto petista, ainda neste final de julho.  Presidente do consórcio de governadores do Nordeste, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), é o principal articulador das agendas do ex-presidente na região. “Estamos tratando [das viagens], pois ele pediu meu apoio para organizar com os demais governadores e líderes do Nordeste. Vamos cumprir as regras da pandemia em toda sua agenda pelo Nordeste”, afirmou o governador petista.

Pelo Nordeste 2

Haverá poucas agendas do ex-presidente e a maioria de surpresa, sem aviso prévio para evitar aglomeração. Oficialmente, os temas dos encontros serão o auxílio emergencial e a vacinação, mas Lula pretende começar a selar os acordos que vem desenhando ao longo dos últimos meses com lideranças locais sobre sua pré-candidatura ao Planalto.

No Supremo 1

O senador Alessandro Vieira e seis deputados ingressaram no Supremo Tribunal Federal (STF) com um mandado de segurança contra a votação do Congresso Nacional que autorizou o aumento do fundo eleitoral de R$ 2 bilhões para R$ 5,7 bilhões na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). O pedido é que a sessão seja anulada para o trecho que trata do Fundão, revisto. O relator é o ministro Nunes Marques.

No Supremo 2

No documento os parlamentares alegam que “triplicar o valor do Fundo Eleitoral, enquanto mais de 500 mil cidadãos brasileiros morreram pelo coronavírus, além de inconstitucional, é imoral e cruel”.  Destacam que o aumento não é razoável e que a promoção da democracia não se perfaz triplicando a verba do Fundo Eleitoral.

Chapa governista

Segundo um aliado do governo, a chapa do agrupamento político do governador Belivaldo Chagas (PSD) caminha para ser mesmo Fábio Mitidieri (PSD) a governador, Luciano Bispo (MDB) a vice e André Moura (PSC) ao Senado.  Isso porque o conselheiro Ulices Andrade está resistente em deixar o Tribunal de Contas e o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) está focado nas ações de combate a pandemia da Covid, sendo só Fábio quem se movimenta politicamente visando candidatura ao governo.

Visitas

André Moura continua se movimentado para 2022. No sábado (17), esteve em Riachão do Dantas, ao lado da prefeita Simone, visitando algumas obras executadas com recursos ainda do seu mandato. De lá seguiu para Simão Dias, visitando amigos e obras que já ficaram prontas também com recursos do seu mandato ao lado do ex-prefeito Marival. No domingo, 18, André foi ao mercado de Aracaju comprar comidas regionais e tomar café da manhã com amigos.

Veja essa…

Do senador Rogério Carvalho (PT) sobre o presidente Bolsonaro ter afirmado nesta segunda-feira, na entrada do Palácio Alvorada, que acredita que a PEC do voto impresso não será aprovada pela Câmara e sugerir que, no sistema atual, pode não participar das eleições do ano que vem:  “Bolsonaro sabe que a urna eletrônica é auditável. Desde a redemocratização até hoje, o poder central passou por diversas ideologias. Ele e a família dele se elegeram com essas urnas. O problema de Bolsonaro não é o voto impresso, e sim o voto, que ele não tem e sabe disso!”.

…e essa…

Do ex-candidato a senador e ex-presidente da OAB, Henri Clay: “#bolsonarocagao treme de medo de sofrer choque anafilático nas urnas eletrônicas. A derrota para Lula será acachapante”.

CURTAS

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) requereu no Senado licença para interesse particular de até 120 dias no período de 21 de julho a 17 de novembro.  Assumirá sua vaga o suplente pastor Virginio de Carvalho.

O ex-prefeito de Tobias Barreto, Antônio Ramos, foi mais uma vítima da covid-19. Faleceu no domingo à noite.  

A deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) participou, no domingo, em Carira, da solenidade de entrega do título da “Capital Sergipana do Milho”, concedida ao município pela Assembleia Legislativa graças ao Projeto de Lei (PL) de sua autoria, aprovado no mês passado.

O Movimento Polícia Unida realizará um ato em homenagem a todos os policiais e bombeiros que morreram em razão da profissão.

A homenagem acontecerá nesta terça-feira, 20, às 10h da manhã, na praça Fausto Cardoso, em frente ao Palácio Olímpio Campos. Na ocasião, estarão presentes os familiares dos homenageados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *