Comitê Técnico-Científico autoriza retorno do trabalho presencial no serviço público estadual

O governo do Estado decretou, após reunião semipresencial do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae), realizada nesta quinta-feira (15), o retorno do funcionamento, a partir do dia 19 de julho, em todos os dias da semana, dos órgãos da Administração Pública Estadual, direta e indireta, do poder Executivo do Estado de Sergipe.

Segundo a Resolução Nº 25, o retorno ao trabalho presencial nas unidades de lotação dos servidores e empregados públicos deve ocorrer de forma regular, sem convocação. Fica estabelecida a exceção aos servidores ou empregados que integram o grupo de risco especificado pelo Ministério da Saúde ou com idade igual ou superior a 60 anos e que não tenham recebido a aplicação da segunda dose ou a dose única do imunizante contra a Covid-19. Para esses grupos, o retorno em regime presencial deve ocorrer 21 dias após o primeiro dia útil do prazo de imunização. Gestantes também não estão autorizadas ao retorno presencial.

O Ctcae considerou, para a decisão de flexibilidade das medidas de restrição do enfrentamento à Covid-19, a redução da média diária de novos casos, com menor patamar desde novembro de 2020. De igual modo, foi analisada a média diária de internações totais, com menor índice desde fevereiro deste ano e a taxa de 62,59% de pessoas com anticorpos do vírus no estado. Outro dado apontado foi a redução de 36,4% nas internações totais nos últimos 14 dias. No Sistema Único de Saúde (SUS), a queda de internações foi de 32,2% e de 43,4% na rede privada hospitalar.

O governador Belivaldo Chagas analisou o cenário e pontuou que mesmo estando em queda dos números, o cenário ainda requer cuidados. “Os números do nosso estado seguem caindo, graças a Deus, à vacinação e às medidas de restrição, mas não podemos baixar a guarda, especialmente com as novas variantes do vírus que já estão circulando em todo o mundo. Estamos lutando pela chegada de mais vacinas para o nosso estado, junto ao Governo Federal ou adquirindo diretamente, mas também tentando antecipar a segunda dose e fazendo um esforço junto aos municípios para que busquem essas pessoas que ainda não se imunizarem completamente dentro das faixas etárias já autorizadas”, frisou o chefe do executivo estadual.

O professor Lysandro Borges, coordenador do Comitê Científico da UFS, também ressaltou que os cuidados devem continuar. “A guerra ainda não acabou, estamos tentando vencer uma batalha, mas para isso é preciso acelerar a vacinação em segunda dose. Nós ainda temos 76 mil idosos que ainda não receberam a segunda dose da vacina. Contudo, é preciso aumentar o mapeamento das cepas e, continuar e intensificar o uso de máscaras de proteção respiratória e mantidas as medidas de restrição com muita responsabilidade”, salientou.

Toque de recolher

Está mantido o toque de recolher, mas com alteração quanto aos dias da semana, que vai das sextas aos sábados, das 22 às 5h da manhã do dia subsequente em todo o estado, já a partir desta sexta-feira (16).

Os parques de diversão, circos e similares estão autorizados a funcionar com 50% da capacidade. Sendo que, nos dias com toque de recolher, deve ser obedecido o horário entre as 05h e às 21h. Seguem proibidos os shows, baladas, blocos, micaretas e eventos de caráter festivo, de lazer coletivo e similares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *