Conversas intensificadas

Coluna Rita Oliveira – 8 de julho

 

Como não poderia ser diferente as conversas políticas visando as eleições 2022 estão acontecendo nos bastidores, apesar da pandemia da covid-19. Como em 2020, o pleito de 2022 vai ocorrer independente do novo coronavírus.

Elas estão sendo intensificadas nesses 15 meses que antecedem as eleições, com todo mundo conversando com todo mundo, mas sem bater o martelo sobre candidaturas, partidos e alianças.

De concreto, até o momento, é que o ex-deputado federal André Moura (PSC) já está no agrupamento do governador Belivaldo Chagas (PSD). Isso ficou explicito com o anúncio de Belivaldo de que nomeará o ex-vereador e ex-deputado estadual Zeca da Silva (PSC) como novo secretário-executivo da Secretaria de Estado Geral de Governo (Segg), no lugar de Ademário Alves.

Zeca é ligado politicamente a André Moura, tendo sido, inclusive, seu coordenador de campanha em 2018 quando disputou o Senado Federal.

A dúvida agora é se Moura será candidato a senador ou deputado federal e qual o partido irá disputar novo mandato. Ele está filiado ao PSC, mas tem o comando do PSL no Estado. Tem convite para se filiar ao DEM e ao Republicanos e ser candidato a senador.

André não terá problema em concorrer ao Senado por qualquer um desses partidos na base aliada do governo, uma vez que o Republicanos é aliado e os demais podem integrar o agrupamento governista.

Pelo DEM, o presidente estadual da legenda, ex-deputado federal José Carlos Machado, já declarou que não ver problema do Democratas compor com o governo.

Também é fato concreto que os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (Cidadania) serão candidatos a governador. Alessandro pela oposição e com o apoio do seu agrupamento. Já Rogério provavelmente também pela oposição e precisando construir alianças. Um dos aliados caminha para ser o PSB dos Valadares.

De concreto ainda as candidaturas ao Senado do ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) e do deputado federal Valdevan Noventa (PL).  Em aberto as composições.

As composições e troca-troca de partido somente serão definidas após definição do Congresso Nacional sobre mudança na legislação eleitoral já para valer em 2022. O que deve ocorrer até final de setembro, um ano antes das eleições.

…………………….

Só conversa fiada 1

O presidente estadual do DEM, ex-deputado federal José Carlos Machado, admite que apesar da pandemia da covid-19 todo mundo está conversando com todo mundo sobre as eleições 2022, mas sem decidir nada. “É muita conversa fiada e pouca conversa afiada”, afirma à coluna.

Só conversa fiada 2

Machado acredita que as discussões vão evoluir a partir de 30 de setembro, que é o prazo para mudança na legislação eleitoral.  “Vai ter distritão? Vai permanecer os partidos sem poder fazer coligação proporcional? Os partidos sem coeficiente eleitoral vão poder se utilizar da sobra? Está tudo muito complicado. Vamos continuar jogando conversa fora e esperando definição do Congresso”, declara.

Realidade

Avalia o presidente do DEM, que é pré-candidato a deputado federal, que se precisar de 140 mil votos para uma pessoa se eleger para a Câmara Federal, a situação ficará difícil. “Talvez os deputados sejam obrigados a migrar para dois ou três partidos”, acredita.

 Só ano que vem

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) reafirma sua candidatura ao Senado em 2022 e diz que tem conversado com quem o procura. Todavia, garante que não fechará nenhuma aliança este ano.

Contrário a prisão 1

Do senador Alessandro Vieira (Cidadania), membro da CPI da Covid, sobre a prisão do ex-diretor de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Ferreira Dias, sob a acusação de mentir à comissão: “O presidente da CPI tem autonomia para decretar a prisão do depoente por falso testemunho e isso deve ser respeitado, mas questiono a falta de isonomia na decisão. Dias não foi o primeiro a mentir flagrantemente na comissão. É importante manter o foco: são mais de 525 mil mortos”.

Contrário à prisão 2

Na hora da decretação da prisão de Roberto Dias pelo presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), Alessandro disse saberem que o depoente “está mentindo”, mas que a comissão “não botou um general que estava mentindo na cadeia [em referência ao ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello], não botou o Wajngarten mentindo na cadeia”.

Desmascarando

Foi o senador Rogério Carvalho (PT) que exibiu áudio provando as mentiras contadas por Dias. “O Roberto Dias mente na CPI, e é mais um que tenta enganar o Brasil. Está sendo desmascarado! Dias já mantinha relações com a Davati desde antes do dia 10 de fevereiro, muito antes do “happy hour da propina” no dia 25 de fevereiro. A verdade prevalece!”, frisou.

Em foco

Mais uma vez os dois senadores de Sergipe foram destaques nesta quarta-feira, na mídia nacional, pelas atuações na CPI da Covid. Foram citados em vários canais de TV e sites.

Contra 1

Dificilmente Alessandro conseguirá a criação da CPI da Rachadinha, para investigar a prática das “rachadinhas” – confisco de salários de assessores – pelo ex-deputado federal e atual presidente da República Jair Bolsonaro.  É que senadores ouvidos pelo Congresso em Foco afirmaram que o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), não deve autorizar abertura de outro colegiado enquanto a CPI da Covid não encerrar seu trabalho.

Contra 2

O senador Rogério Carvalho (PT) é um dos senadores contrários a instalação da CPI da Rachadinha enquanto tiver a CPI da Covid. Alessandro, que é o autor do pedido de abertura da comissão, já conseguiu dez das 27 assinaturas necessárias para sua instalação.  Ele acredita que a criação de uma nova comissão não tiraria o foco da CPI da Covid.

Queixa

O governador Belivaldo Chagas lamenta a demora na liberação de doses da Sputnik V pela Anvisa. “Infelizmente ainda estamos sofrendo com essa demora. Temos um acordo para a aquisição de até 400 mil doses que poderiam imunizar ainda mais a nossa população”, declara.

Alerta

Belivaldo comemora a queda de casos, óbitos e ocupação de leitos de UTI tanto na rede pública quanto na particular.  Diz que os leitos de UTI que pertencem ao Estado continuaram mobilizados e as pessoas precisam continuar seguindo todos os protocolos sanitários para não corrermos o risco de ter uma nova onda.

Em Brasília 1

Como presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) teve agenda em Brasília, nesta quarta-feira. Esteve com o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), tratando do subfinanciamento do transporte público urbano para que seja instituído um auxílio federal permanente, já que os municípios passam dificuldades com este tema.

Em Brasília 2

Se reuniu ainda com o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, tratando especificamente do transporte público, que é um dos grandes desafios dos municípios. Segundo Edvaldo, para enfrentar esse problema é preciso de recursos do governo federal.

 

Veja essa…

O vice-presidente nacional do PT, Marcio Macedo, desmente a informação divulgada por um site de que teria sido o mensageiro de mentira do ex-presidente Lula para que o governador Belivaldo Chagas fosse candidato a senador com o seu apoio em 2022, apenas para tirar a vice-governadora Eliane Aquino (PT) da disputa pela Câmara Federal por assumir o governo com a renúncia de Belivaldo para o Senado.  Diz que a informação é mentirosa, que nunca conversou com o governador sobre 2022 e que quem pode esclarecer com quem conversou no PT é o próprio governador.

 

CURTAS

Nesta quarta, em Brasília, o ex-deputado federal e presidente do MDB Sergipe, Sérgio Reis, buscou investimentos para os assentamentos sergipanos através de reunião com o presidente nacional do Incra, Geraldo Melo Filho, junto com o líder do MDB na Câmara, Isnaldo Bulhões Jr., e com o diretor de Gestão Estratégica do Incra, Udo Gabriel Vasconcelos.

“Nossa ideia é gerar oportunidades para que os produtores rurais assentados possam produzir mais e ajudar a alavancar o setor no estado de Sergipe, um dos nossos objetivos imediatos, inclusive com a possibilidade de melhorar a produção de alimentos orgânicos”, disse Sérgio Reis.

O deputado federal Laércio Oliveira (PP) esteve nesta quarta, com o ministro das Minas e Energia, Bento Albuquerque, para reforçar o convite para o evento de inauguração da Unigel (antiga Fafen) no fim deste mês e testemunhar os resultados práticos das ações do Governo de Sergipe e as mudanças que a nova Lei do Gás.

A deputada estadual Janier Mota (PL) solicitou ao Governo do Estado, através de indicação protocolada na Alese, a criação de um programa assistencial estadual visando beneficiar crianças e adolescentes que ficaram órfãos de pai e mãe em virtude da Covid-19.

O município de Itabaiana sediará neste sábado (10), o Campeonato Brasileiro U-15 e U-23 de Wrestling. A principal competição nacional das categorias acontece no Centro de Iniciação ao Esporte, a partir das 09h e vai reunir atletas de mais de 20 estados brasileiros, além de promessas da Luta Olímpica nacional em Itabaiana.

O governador Belivaldo Chagas (PSD) e os ex-governadores Albano Franco (PSDB) e Jackson Barreto (MDB) prestigiaram, na tarde desta quarta-feira,  a solenidade de apresentação do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES) 2020-2030 realizado pela Assembleia Legislativa em parceria com a Fundação Dom Cabral.

Em seu discurso, o presidente da Alese Luciano Bispo (MDB) destacou que era a primeira vez que uma Assembleia Legislativa no Brasil propõe algo tão amplo e profundo. “Isso me orgulha muito, porque esse não é um plano de governo, mas uma política de Estado. Muito importante para a história de Sergipe, é uma semente que estamos plantando e será sempre lembrado como um legado da Alese para o povo sergipano”, frisou.

Enfatizou que foram analisados diagnósticos com diversos atores estratégicos da economia sergipana no sentido de identificar os mais variados cenários da cadeia produtiva e estabelecer projeções para futuros investimentos pelo poder público.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *