Apresentações do Forró Caju em Casa 2021 serão exibidas a partir deste sábado, 19

Tradições, quando são benéficas ao desenvolvimento e potencialidades de uma população, precisam ser preservadas. São manifestações que contam a história de um lugar e, sobretudo, das pessoas. Assim é o Forró Caju, não só para a capital sergipana, mas para a região Nordeste, já que se trata de um evento que movimenta cadeias produtivas e fomenta a arte e a cultura do povo da região.

Por isso, mesmo com as restrições impostas pela pandemia, que ainda persiste após mais de um ano, a Prefeitura de Aracaju não deixou de realizar o evento, ainda que em formato diferenciado. Após o Fórum do Forró, realizado nesta quinta e sexta-feira (dias 17 e18), as exibições do Forró Caju em Casa 2021 serão iniciadas no sábado, 19, sob a coordenação da Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), e seguirão com muita música até o dia 30, sempre a partir das 19h.

O evento é estruturado com uma vasta programação que contempla artistas já consolidados e novos nomes que, em tempos de pandemia, contam com projetos como este para seguir a jornada e manter as esperanças para quando o calor do público puder ser sentido de forma presencial novamente.

A programação conta com 82 atrações, no total, e, aproximadamente, 100 horas de exibição online. Assim como no ano passado, as exibições serão realizadas através do canal da Prefeitura de Aracaju no YouTube.

Neste ano, além da transmissão feita pela plataforma de compartilhamento de vídeos, parte da programação será exibida nas TVs Alese e Câmara, em parceria firmada com a Funcaju. O evento também tem a parceria da Unissau e Construtora Stanza e terá destaque na PMA Rádio Corredor, no AjuPlay e todas as redes sociais da Prefeitura e Funcaju. Após serem transmitidos no canal do YouTube, os shows serão disponibilizados na plataforma de streaming “AjuPlay”.

Abertura das apresentações
Para abrir a programação democrática que agrega trios pé de serra e bandas com vertentes do forró, como arrocha e piseiro, as apresentações ficarão por conta de Mimi do Acordeon, às 19h; Forró da Intimidade, às 19h40; Zé Tramela, 20h20; Forró Os Pé de Cana, 21h; João da Passarada, 21h40; Zueirões do Forró, 20h20; e Antonio o Clone, às 23h.

Figurinha carimbada do festejo, a banda Zé Tramela conhece bem o calor do Forró Caju e, agora, pelo segundo ano, participa do evento no formato virtual.

“Pra gente é uma alegria poder participar, tanto do presencial como também desse formato virtual, por saber que estamos acolhendo as pessoas que estão em casa, se resguardando, se protegendo dessa situação que estamos vivendo. Preparamos um repertório especial para estar junto às pessoas, mesmo que por meio das telas. A gente espera que, no ano que vem, possamos estar perto do público, com todo mundo vacinado. O Forró Caju, independente de ser digital ou presencial é um evento importantíssimo para os artistas porque movimenta a nossa cultura, o nosso forró e ele ajuda a fortalecer a nossa arte”, frisa o vocalista da banda, Tuka Velloz.

Para Bruno Iago, vocalista do Trio Pé de Cana, o formato digital tem suas peculiaridades, mas não tira o brilho do Forró Caju.

“É claro que sentimos falta da presença, do calor do público, mas temos imensa alegria por participar do Forró Caju. Nos preparamos com a mesma satisfação que teríamos se fosse presencial. Para nós, é uma honra fazer parte desse evento, levar o nosso trabalho até as pessoas. Diante do momento que estamos passando, ações como essa é que vem nos dando suporte para continuar com o nosso trabalho. No ano passado, a nossa apresentação foi a que mais teve acesso, quase 100 mil, então, queremos, neste ano, repetir o feito com a mesma energia”, destaca Bruno.

Com mais de 30 anos percorrendo os trilhos do autêntico forró, João da Passarada marca presença, mais uma vez, no Forró Caju em Casa.

“O importante de tudo é que me sinto feliz com a realização do evento, ainda que sem a presença física do público. No Forró Caju em Casa, mantemos a mesma vibração, o mesmo nível de emoção porque eu sei que, do outro lado da tela, tem muita gente nos assistindo, por isso, temos que dar o melhor de nós, transmitir alegria para esse povo que anda tão sofrido”, ressalta João.

E é com essa mesma expectativa que a banda Zoeirões do Forró se apresentará. “Desde 2013, participamos do Forró Caju e, para nós, é uma imensa alegria continuar fazendo parte dessa festa, mesmo que, em 2021, seja de forma diferente. Hoje, é a maneira que temos de manter a tradição e, sobretudo, para o bem maior que é a saúde das pessoas. Essa iniciativa da Prefeitura é essencial para nós, artistas, que estamos parados há mais de um ano. Nos sentimos valorizados e, portanto, nos emocionamos por estarmos juntos, mesmo que distante, nesse evento tão importante para a nossa cultura”, salienta a vocalista da banda, Dalila Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *