Varejo prevê aumento nas vendas do Dia dos Namorados

Estimativa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) aponta um crescimento de 29,4% nas vendas do varejo brasileiro para o Dia dos Namorados 2021 em relação à movimentação registrada em 2020. Após a queda histórica do ano passado, quando houve redução de 25,3% na comparação do mesmo período de 2019, a expectativa é que os apaixonados movimentem R$ 1,8 bilhão no Brasil neste ano. O setor de vestuário, calçados e acessórios deve responder por 44% das vendas.

Estudo realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e Offer Wise Pesquisas, indica que 58% dos brasileiros pretendem realizar compras para o Dia dos Namorados, sendo que 66% deles devem presentear a esposa ou esposo e 31%, os namorados. O chamado ‘autopresente’ também estará em alta, já que 72% pretendem comprar algum produto ou contratar algum serviço para a data, com destaque para roupas (39%), perfumes, cosméticos e maquiagem (25%) e underwear (19%).

A CNC aponta que, além do comércio de bens, o 12 de junho deve impulsionar também o segmento de serviços, como restaurantes, salões de beleza e centros de estética. E para driblar as questões impostas pela pandemia, a expectativa é que os namorados mesclem compras nas lojas físicas com pedidos pelos canais digitais.

Pesquisa realizada pelas empresas All iN, Social Miner e Opinion Box revela que 44% dos consumidores devem pesquisar sobre os presentes em sites e 37% nas lojas físicas. O levantamento indica também que artigos de moda e acessórios (50%) e beleza e cosméticos (39%) devem ser os mais buscados e a maioria dos apaixonados (39%) deixará para comprar os presentes na semana do Dia dos Namorados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *