Outro discurso

Coluna Rita Oliveira – 17 dezembro

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quarta-feira (16), em Brasília, que a solução para lidar com a pandemia passa pela união com os governos locais. A afirmação foi feita durante a cerimônia de apresentação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, no Palácio do Planalto.

Dirigindo-se aos governadores presentes, Bolsonaro disse que “a grande força é a união para buscar a solução de algo que nos aflige há meses”.

Ainda tentando amenizar todas as declarações negacionistas que tem feito desde o início da pandemia, como quando se referiu à Covid-19 como uma “gripezinha”, afirmou: “Se algum de nós extrapolou ou até exagerou foi no afã de buscar solução. Realmente, (a pandemia) nos aflingiu desde o início. Não sabíamos o que era esse vírus como ainda não sabemos, em grande parte”.

Prosseguiu Bolsonaro em tom de paz e amor: “São 27 governadores com um só propósito: o bem comum e a volta à normalidade”.

O presidente da República destacou também o papel dos técnicos em meio aos desafios apresentados com a chegada da pandemia ao Brasil. “Muitas pessoas trabalharam nesse objetivo [obter soluções para a situação pandêmica]. A grande maioria, anônimas. Mas foram essenciais para chegarmos nesse dia. Todos aqui têm responsabilidade na busca de solução para esse problema”, disse.

O discurso conciliador de Bolsonaro causou estranheza, uma vez que desde o início da pandemia tem criticado medidas tomadas por governos de estados e municípios para conter a propagação do coronavírus, como o fechamento de parte do comércio e isolamento social. Sem falar que vem causando aglomerações em eventos públicos e, na maioria das vezes, não usa máscara.

O Brasil ainda não tem a vacina, mas, pelo menos, já dispõe de um plano de operacionalização da vacina contra a Covid-19. Ele prevê quatro grupos prioritários que somam 50 milhões de pessoas, o que vai demandar 108,3 milhões de doses de vacina, já incluindo 5% de perdas, uma vez que cada pessoa deve tomar duas doses em um intervalo de 14 dias entre a primeira e a segunda injeção.

O primeiro grupo prioritário, a ser vacinado na Fase 1, é formado por trabalhadores da saúde (5,88 milhões), pessoas de 80 anos ou mais (4,26 milhões), pessoas de 75 a 79 anos (3,48 milhões) e indígenas com idade acima de 18 anos (410 mil). A Fase 2 é formada por pessoas de 70 a 74 anos (5,17 milhões), de 65 a 69 anos (7,08 milhões) e de 60 a 64 anos (9,09 milhões).

Na Fase 3, a previsão é vacinar 12,66 milhões de pessoas acima dos 18 anos que tenham as seguintes comorbidades: hipertensão de difícil controle, diabetes mellitus, doença pulmonar obstrutiva crônica, doença renal, doenças cardiovasculares e cerebrovasculares, indivíduos transplantados de órgão sólido, anemia falciforme, câncer e obesidade grave (IMC maior ou igual a 40).

Na Fase 4, deverão ser vacinados professores do nível básico ao superior (2,34 milhões), forças de segurança e salvamento (850 mil) e funcionários do sistema prisional (144 mil). O Ministério da Saúde pondera, no documento, que os grupos previstos ainda são preliminares e poderão ser alterados.

Agora é aguardar as tão sonhadas vacinas…

……………………..

Não foi

O governador Belivaldo Chagas (PSD) não compareceu à cerimônia de apresentação do Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19, no Palácio do Planalto. No mesmo horário participou de audiência no Palácio-Museu Olímpio Campos (Pmoc), em que assinou Protocolo de Intenções de Investimentos para implantação de nova linha de envase de latas de cerveja na fábrica da Ambev de Estância.

 

Geração de emprego 1

O vice-presidente de Relações Corporativas e Compliance da Ambev, Ricardo Gonçalves Melo, durante assinatura do protocolo com o governador, anunciou que a cervejaria deverá investir R$ 90 milhões no projeto. Enfatizou que o investimento deverá gerar cerca de 9 mil empregos diretos e indiretos em Sergipe.

Geração de emprego 2

“É como se fosse uma nova fábrica e esse investimento chega em boa hora. Procuramos mostrar à sociedade como, na prática, a lei de incentivo fiscal retorna em benefícios para o governo e população, por isso esse investimento é tão importante, porque representa geração de empregos e aquecimento para economia. É mais uma ação que vai fazer Sergipe avançar!”, festejou Belivaldo.

 

Vacina 1

O prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) assinou nesta quarta-feira uma Carta de Intenções na qual firma um entendimento com o Instituto Butantan, através da Secretaria Municipal da Saúde, para a aquisição inicial de 300 mil doses da vacina contra a covid-19 que está sendo desenvolvida pelo Instituto, com sede em São Paulo.

Vacina 2

Edvaldo reafirmou posição do Município de Aracaju para que o Governo Federal lidere o processo de imunização da população brasileira para a covid-19, coordenando o plano nacional de vacinação, como tem sido defendido pelos gestores que integram a Frente Nacional de Prefeitos (FNP). E disse que a carta de Intenções com o Butantan é apenas uma medida alternativa.

 

Alfinetada 1

Do senador Alessandro Garcia (Cidadania) em nota enviada à coluna pela sua assessoria: “O bom-senso prevalece! Seguindo o bom exemplo de outras capitais do Brasil, o prefeito Edvaldo Nogueira anuncia o protocolo para aquisição de 300 mil doses de vacina com o Butantan. Infelizmente, a excelente iniciativa do prefeito vai na contramão da realidade do resto do estado”.

Alfinetada 2

Prossegue a nota: “Apesar de nossos esforços, o governador Belivaldo não deu sequência prática para a negociação que iniciamos com São Paulo para trazer doses que destravariam Sergipe, imunizando os profissionais de saúde, educação, segurança e idosos. Belivaldo preferiu se eximir da responsabilidade e depender exclusivamente do Governo Federal, que segue negando a gravidade da pandemia com mais de 180 mil mortos. Por conta disso, Sergipe é um dos poucos estados sem previsão de recebimento de doses da Coronavac. Essa demora representa prejuízo na economia e na saúde dos sergipanos”.

Questionamento

Procuradores da República no Distrito Federal, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe enviaram ofício à Secretaria Executiva do Ministério da Saúde questionando a distribuição do “kit covid”, ao custo de R$ 250 milhões. A informação, divulgada na imprensa ao longo desta semana, dá conta de que, com este valor, seria possível adquirir 13,18 milhões de doses da vacina contra a covid-19, suficientes para imunizar quase 7 milhões de brasileiros.

Afinidade

A delegada Danielle Garcia (Cidadania) e o ex-deputado federal Valadares Filho (PSB) se aproximaram muito na campanha eleitoral em Aracaju, quando concorreram como candidatos a prefeito e vice respectivamente. Segundo uma fonte, os dois podem marchar juntos em 2022 com Danielle disputando mandato de deputada estadual e VF de deputado federal.

Malas prontas?

Revela que a delegada não deve disputar mandato pelo Cidadania pelas desavenças políticas com o senador Alessandro Vieira durante a campanha.  Conta que era acordado uma coisa no processo eleitoral e depois era desfeito por determinação de Alessandro junto ao marketing. Cita ainda o desgaste político do parlamentar. Agora é esperar 2022…

Continua cassado

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE), por 6×0, manteve nesta quarta a cassação do mandato do deputado federal Bosco Costa (PL) por abuso de poder econômico nas eleições 2018 e estabeleceu multa de dois salários mínimos. Os membros da Corte Eleitoral acompanharam o voto da relatora Iolanda Guimarães, que entendeu que os embargos declaratórios apresentados pela defesa do parlamentar eram meramente protelatórios, com o intuito de rejulgamento do mérito da causa, uma vez que já está concluindo dois anos de mandato. A decisão cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

 

Diplomação 1

Nesta quinta-feira (17) ocorre a cerimônia de diplomação dos eleitos em Aracaju no pleito deste ano, a ser realizada no auditório do plenário do Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE-SE), às 15h30.  Serão diplomados o prefeito reeleito Edvaldo Nogueira/PDT (150.823), a vice Katarina Feitoza (PSD) e 22 dos 24 vereadores eleitos, além dos suplentes.

Diplomação 2

Os vereadores eleitos que serão diplomados são: Linda Brasil/Psol (5.773 votos), Emília Corrêa/Patriota (5.025), Nitinho/PSD (4.720), Eduardo Lima/Republicanos (3.929), Breno Garibalde/DEM (3.781), Vinicius Porto/PDT (3.638), Isac/PDT (3.337), Palhaço Soneca/PSD (3.280), Dr. Manuel Marcos/PSD (3.171), Anderson Tuca/PDT (3.026), Pastor Diego/PP (3.016), Fabiano Oliveira/PP (2.974), Sheyla Galba/Cidadania (2.929), Joaquim da Janelinha/Pros (2.829), Ricardo Vasconcelos/Rede (2.585), Ricardo Marques/Cidadania (2.501), Professor Bittencourt/PCdoB (1.969), Professora Angela Melo/PT (1.882), Sgt. Byron Estrelas do Mar/Republicanos (1.743), Paquitos de Todos/Solidariedade (1.486), Cicero do Santa Maria/Pode (1.470) e Binho/PMN (1.376).

Diplomação 3

Desde a segunda-feira que vem ocorrendo diplomação dos eleitos em 15 de novembro. Nessa quarta-feira ocorreu a diplomação do prefeito eleito de Simão Dias, Cristiano Viana (PSB), do seu vice Renaldo Prata e dos vereadores eleitos. Aconteceu no dos eleitos de Simão Dias, no Fórum Governador Marcelo Déda Chagas.

Veja essa…

Os últimos boletins epidemiológicos da Covid-19,divulgados pela Secretaria de Estado da Saúde, mostravam uma confirmação diária de quatro a cinco óbitos. Nesta quarta, o número de mortes confirmadas chegou a sete, com 777 novos casos. Efeito campanha eleitoral.

 

CURTAS

O ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos) acompanhou nesta quarta-feira, na Câmara Federal, as votações desse final de ano. Ele já bateu o martelo que em 2022 disputará novo mandato de deputado federal.

O governo federal já garantiu 300 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 por meio de três acordos: Fiocruz/AstraZeneca (100,4 milhões de doses até julho de 2020 e mais 30 milhões de doses por mês no segundo semestre); Covax Facility (42,5 milhões de doses); Pfizer (70 milhões de doses ainda em negociação).

Aracaju está entre os cinco municípios do país escolhidos no Processo de Seleção do Programa de Inovação Aberta, realizado pela Coalizão Govtech pela Atenção Primária em Saúde (Coalizão), formada pela Artemisia, a Associação Umane, o BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) e o Instituto Arapyaú.

Além da capital, também participarão da próxima etapa as cidades de Caruaru (PE), Pelotas (RS), São Bernardo do Campo (SP) e Teresópolis (RJ). Aracaju concorreu com mais 30 municípios do País.

 

A prefeita reeleita Lara Moura (PSC) e Hélio Sobral (Pode) foram diplomados nesta quarta-feira como prefeito e vice respectivamente de Japaratuba. O ex-deputado federal André Moura (PSC) e a filha Yandra prestigiaram a cerimônia, que também diplomou os vereadores eleitos e suplentes.

Em 2022 pode haver dobradinha de André e Yandra, na disputa de mandato de deputado federal e deputado estadual respectivamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *