Receita nominal do comércio sergipano cresceu 6,3%, em julho 

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) do IBGE, apontou que, em julho deste ano, as vendas do comércio varejista ampliado sergipano registraram aumento de 4,8% em relação ao mês imediatamente anterior (junho/2020), na série com ajuste sazonal (método que uniformiza os períodos de comparação). Já em relação a julho do ano passado, observou-se recuo de 4,0%.

As vendas e a receita nominal do comércio varejista ampliado abrangem as atividades do varejo restrito, as vendas de material de construção e o comércio de veículos, motos, partes e peças.

Em relação à receita nominal do comércio ampliado, verificou-se crescimento de 6,3%, na série ajustada, em comparação ao mês antecedente, junho último. Na comparação com julho de 2019, assinalou recuo de 0,8%.

Desempenho do varejo restrito em julho/2020 

 

As vendas do comércio restrito assinalaram aumento de 2,1% na comparação com o mês anterior, junho deste ano, na série com ajuste sazonal. De outro lado, a receita nominal do comércio varejista restrito assinalou acréscimo de 3,7% na mesma comparação.

No comparativo com julho de 2019, as vendas do comércio restrito registraram diminuição de 3,9%, enquanto a receita nominal diminuiu 0,8%.

NIE/FIES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *