Sem carnaval

Coluna Rita Oliveira –  15 julho

O Brasil é o país do carnaval, do futebol, do samba e também do forró, só que mais focado na região Nordeste. É um país turístico pelo seu clima tropical e praias belíssimas e com muito sol.

De março para cá, quando reconhecida mundialmente a pandemia do novo coronavírus o Brasil, como o mundo, virou de pernas para o ar com as pessoas sendo recomendadas a ficar em casa, para cumprir o isolamento social e, consequentemente, evitar a disseminação do vírus e a morte.

De nada adiantou. Com a propagação do vírus em Sergipe e no país o comércio foi fechado, assim como shoppings, academias, salões de beleza, barbearias, escolas, universidades, templos religiosos, cinemas, bares, restaurantes e até praias.

Os brasileiros também ficaram sem o futebol as quartas e domingo; sem as festas e shows nos finais de semana; sem tomar sua cerveja nos bares com os amigos; sem poder ir à praia e ao cinema. E o que é pior, sem poder ver a família.

Sem falar nas pessoas que já perderam a vida e o emprego. E nos empresários que foram à falência com seus estabelecimentos fechados e sem poder faturar.

Os nordestinos ficaram ainda sem poder comemorar o São João e o São Pedro, a maior festa do Nordeste. Não puderam dançar o forró, a quadrilha junina e nem ascender a fogueira para assar o milho, o churrasco e soltar fogos.

Agora, mesmo o Brasil já computando mais de 74 mil mortes e quase 2 milhões de pessoas infectadas pela Covid-19, muitos estados estão abrindo a economia. O futebol já retornou, mas sem público.

Mesmo com a retomada total da economia, que em Sergipe ainda não ocorreu, o país não voltará  ao normal tão cedo. Não até a descoberta da vacina contra o vírus mortal e invisível, o que só deve ocorrer sabe lá Deus quando.

Com isso o Brasil, que é o país do carnaval, deverá ficar sem a festa do momo para evitar aglomeração e o contagio em massa das pessoas por conta da Covid-19.  A Bahia, que tem um dos maiores carnavais do mundo, o governador Rui Costa (PT) já avisou que não terá carnaval em 2021 se uma vacina não for descoberta até lá. Ontem o governador de São Paulo, João Dória (PSDB), também anunciou a não realização do réveillon e carnaval sem a vacina. A liga das escolas de samba do Rio de Janeiro também fechou questão ontem  de que não haverá desfile das escolas sem vacina.  O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM) lidera uma campanha junto a prefeitos para adiamento do carnaval para a Semana Santa ou segundo semestre de 2022, a depender do quadro de pandemia.

O Brasil sem carnaval é realmente o fim dos tempos…

……………………………………….

Ratificação

Durante reunião ontem do governador Belivaldo Chagas (PSD) com o Comitê Gestor de Emergência (CGE), para análise do quadro da pandemia da Covid-19, foi reafirmado o entendimento de que a decisão que autorizou a reabertura do comércio no dia 23 de junho estava dentro das possibilidades do Plano de Retomada da Economia de Sergipe. Isso fortalece a posição do governo sobre o plano e deixa uma expectativa de que a Justiça pode rever sua posição de só funcionar em Sergipe os serviços considerados essenciais.

 

Anexo para Justiça

A ata da reunião desta terça-feira, assinada pelo Comitê, será anexada ao recurso da Procuradoria Geral do Estado de Sergipe (PGE/SE) para a retomada da primeira fase do Plano, a fase laranja. Isso porque na última quarta-feira (08), em cumprimento à decisão da Justiça Federal, o Estado suspendeu a primeira fase da retomada da economia.

 

Pós decisão judicial

Agora o governador só vai discutir a segunda fase do Plano de Retomada da Economia, que seria a bandeira amarela que iniciaria ontem, depois de decisão da justiça favorável a reabertura de setores do comércio previstos na bandeira laranja.  A bandeira amarela permite a abertura de bares, restaurantes, lanchonetes, shoppings e templos religiosos com 50% da capacidade.

 

Expectativa

Informações dão conta que o governador Belivaldo Chagas está confiante que até essa quinta-feira consiga uma liminar para que volte a funcionar em Sergipe o que a Justiça Federal, por decisão da juíza da 1ª Vara Federal, Telma Maria Santos Machado, mandou fechar e encontra-se na bandeira laranja. Estão nessa fase: salões de beleza, barbearias, templos religiosos,  clinicas e consultórios de odontologia, fisioterapia, fonoaudiologia, nutrição, psicologia e terapia ocupacional, bem como serviços especializados de podologia; e demais escritórios de prestadores de serviços e serviços em geral (publicidade, agências de viagem etc).

Na segunda

Ainda segundo informações chegadas à coluna, o governo conseguindo a liminar ainda esta semana vai determinar a retomada de setores do comércio previsto na bandeira laranja somente a partir da próxima segunda-feira (20).

Não vem 1

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, cancelou sua vinda a Sergipe hoje para ver como o Estado está trabalhando no combate a Covid-19. Justificou que o cancelamento da visita ao Nordeste, quando também visitaria os estados do Ceará e Maranhão, é por conta de outros compromissos.

Não vem 2

Estava prevista a chegada do ministro a Sergipe nesta quarta-feira, às 14h. Nela constava visita ao Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), Hospital de Campanha de Aracaju e reunião com o governador e o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT).

Pesquisas eleitorais 1

Mais cinco pesquisas eleitorais foram registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) visando as eleições deste ano. No dia 10 de julho foram registradas as seguintes pesquisas: para prefeito de Estância e Lagarto, pelo instituto AB Santos – ME/IPESE; para prefeito e vereador de Japaratuba, pelo Alo Sergipe; uma outra pesquisa para Lagarto, registrada pelo Exclusivo\Instituto de Pesquisa e Ensino. Todas com data de divulgação para essa quinta-feira (16).

Pesquisas eleitorais 2

Já no dia 11 de julho foi registrada mais uma pesquisa para prefeito e vereador de Pirambú nas eleições 2020, pelo Alo Sergipe. A data de divulgação é sexta-feira (17).

Na Alese 1

Os deputados estaduais voltam a se reunir na manhã desta quarta-feira (15) em mais uma sessão remota, por conta do novo coronavírus (COVID-19). Entre os projetos que serão apreciados os do Poder Executivo que dispõe sobre jornada de trabalho e salário base para condutores de veículos de urgência, empregados públicos efetivos da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), com atuação no Samu/Estadual e o que altera o parágrafo único do art. 1º e o “caput” do art. 2º da lei nº 8.680, de 10 de junho de 2020, que amplia, excepcionalmente, o prazo de pagamento e de parcelamento do IPVA 2020.

 

Na Alese 2

Também na pauta projeto de lei de autoria dos deputados Georgeo Passos (Cidadania), Goretti Reis (PSD) e Luciano Pimentel que acrescenta dispositivos a lei nº 8.677, de 06 de maio de 2020, que dispõe sobre a obrigatoriedade de utilização de máscaras de proteção respiratória, em Sergipe, em decorrência da Covid-19. Esse projeto só surtirá o efeito desejado se for instituído o pagamento de multa para quem for pego sem o uso da máscara, como já ocorre em vários estados do país. Se as pessoas não têm consciência de que a máscara salva vidas nessa pandemia, que passem a usar pelo peso do bolso.

De peso 1

Foi protocolado ontem mais um pedido de impeachment contra o presidente Jair Bolsonaro. O documento –  assinado por artistas, intelectuais e movimentos sociais –  denuncia em 131 páginas crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente nestes primeiros anos de mandato.

 

De peso 2

Para o grupo, entre os crimes caracterizados como de responsabilidade cometidos pelo presidente estão: os ataques a imprensa, direcionamento ideológico de recurso no audiovisual, má gestão da pandemia de covid-19 e má gestão do meio ambiente.

 

De peso 3

Assinaram o pedido de impeachment grandes personalidades do Brasil como Chico Buarque, o escritor Fernando Morais, as atrizes Lucélia Santos e Dira Paes, o ator Gregorio Duvivier, o ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira e os comentaristas esportivos Juca Kfouri e Walter Casagrande.  Durante o protocolo do documento teve manifestação contra Bolsonaro.

 

Ponto de vista 1

Para o senador Rogério Carvalho (PT-SE) o pedido de impeachment protocolado ontem contra o presidente Bolsonaro vem reforçado com as assinaturas de grandes personalidades do Brasil e carrega o sentimento do povo brasileiro!

Ponto de vista 2

Segundo Rogério, Bolsonaro aparelhou o Estado com militares da reserva -cerca de 3 mil –  com o objetivo claro de usar as Forças Armadas para impor pela força. “Por vezes, alguns militares da ativa parecem reforçar este ímpeto autoritário. É o governo mais militarizado da história desde a queda da ditadura”.

Ponto de vista 3

“O pessimismo toma conta da maioria da população. O governo está totalmente desacreditado, diante a absurda condução frente ao Coronavírus. O peso dos corpos de 73 mil pessoas se acumulam nos gabinetes oficiais. Bolsonaro assumiu a posição de coveiro e rompeu com a de presidente”, avalia Rogério.

Veja essa…

Um total  de 299 mil servidores públicos estaduais e municipais que solicitou o auxílio emergencial foi identificado pela Controladoria-Geral da União (CGU), que já fez o bloqueio do benefício recebido de forma indevida.  Em Sergipe, a CGU, em ação conjunta com o Tribunal de Contas do Estado, identificou o pagamento indevido a 8.999 agentes públicos. Lamentável!

CURTAS

Do senador Alessandro Vieira (Cidadania): “Em Sergipe já perdemos mais de 1000 vidas para a Covid. É hora de chorar a dor de tantas famílias, mas também de unir forças e evitar que ainda mais vidas sejam perdidas. A falta de planejamento e as falhas de gestão cobram um preço duro demais. É hora de ouvir a sociedade”.

Os estados com mais mortes por covid-19 são: São Paulo (18.324), Rio de Janeiro (11.624), Ceará (6.977), Pernambuco (5.715) e Pará (5.318). As Unidades da Federação com menos falecimentos pela pandemia são: Mato Grosso do Sul (177), Tocantins (267), Roraima (398), Acre (436) e Amapá (483).

Os estados com mais casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia são: São Paulo (386.607), Ceará (139.437), Rio de Janeiro (132.822), Pará (128.570) e Bahia (110.029). As Unidades da Federação com menos pessoas infectadas registradas são: Mato Grosso do Sul (13.934), Tocantins (15.723), Acre (16.479), Roraima (22.968) e Rondônia (27.528).  

Sergipe, com pouco mais de 2 milhões de habitantes, já está se aproximando de Alagoas, com mais de três milhões de habitantes, em número de óbitos. No estado, até ontem, tinham perdido suas vidas pela Covid-19 1.033 pessoas. Em Alagoas um total de 1.342.

O ex-deputado estadual Jorge Araújo demonstra preocupação com o aumento do número de armas de fogo liberado ultimamente no país. “Mais armas, mais mortes…”, avalia. 

 

O presidente de honra do Republicanos (ex-PRB), ex-deputado federal Heleno Silva, diz que o partido está livre para aliança em Aracaju. Garante que não foi definido apoio à reeleição do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). As lideranças da legenda têm reclamado que não falam com o gestor há cerca de 4 meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *