Manifesto pela Democracia

Militância Socialista de Sergipe sai com manifesto em defesa da plena democracia, da justiça social, da igualdade econômica, social, cultural e política, da solidariedade e fraternidade humana.
Veja o manifesto: 
1. O Brasil vive tempos sombrios! Os desdobramentos do golpe sofrido pela presidenta Dilma Rousseff, em 2016, transformaram o mapa político do país, que agora, com o avanço do nazi-fascismo e o agravante de uma pandemia, caminha para o abismo.

2. O resultado das reformas feitas pelo governo Temer, aprofundadas no governo Bolsonaro e reproduzidas pelo governo Belivaldo, às custas do extremo sacrifício dos trabalhadores brasileiros; somado aos ataques à educação, à  destruição do meio ambiente, ao negacionismo da ciência e ao higienismo revelado pela ausência de políticas sociais do atual governo federal escancararam os efeitos flagelantes e a ampliação exponencial da desigualdade social no Brasil.

3. Para piorar todo este cenário, a chegada do coronavírus no país evidencia de vez o despreparo e o desprezo que o atual governo tem pela vida. O fascismo, que se manifesta de forma mais evidente desde as eleições de 2018, agora vem a galope, com ataques e ameaças de fechamento do STF e do Congresso Nacional, nitidamente incentivados por Bolsonaro, seus seguidores e apoiadores.

4. Este contexto nos mostra que a reação em defesa da vida dos brasileiros é urgente e necessária. É preciso traçar um caminho para o desenvolvimento de um projeto que concretize a reconstrução do país como uma alternativa ao falso consenso do discurso liberal presente nas instituições e na grande mídia.

5. Nossa escolha é pelo compromisso com o trabalho como condição básica e fundamental da existência humana; com as lutas da classe trabalhadora; com a soberania popular; e com a solidariedade entre os povos, em estreita relação com as suas lutas gerais.

6. O papel do PT é central: defender, sem hesitações e com toda a esquerda, a democracia e os direitos que a compõem. O PT deve protagonizar a resistência a todo este cenário de dificuldades que massacram os trabalhadores e os mais vulneráveis da sociedade. Sua aliança para enfrentar os algozes do povo deve ser feita com o próprio povo. Os nossos representantes nas esferas do Poder institucional não podem vacilar no enfrentamento a esse modelo de sociedade desigual,  excludente, competitiva e erguida sobre a extrema exploração do povo trabalhador.

7. O povo de Sergipe já conhece os representantes da Militância Socialista e aprova a nossa forma de fazer política. A professora Ana Lúcia foi conduzida com o voto popular para a Assembleia Legislativa nas 4 vezes em que disputou eleição. Ao companheiro Iran Barbosa, que atualmente ocupa uma cadeira na ALESE, os sergipanos também confiaram um mandato de deputado federal. Em Aracaju, fomos referendados pela população que levou Iran para a Câmara Municipal por 3 vezes, sendo, em duas delas, o mais votado.

8. Nossos mandatos são verdadeiros expoentes da defesa intransigente dos segmentos mais vulneráveis da população, sempre com transparência e coerência, sendo voz daqueles que historicamente não são ouvidos pelo poder público.

9. Nossos militantes ocupam as trincheiras das lutas sociais e populares em suas mais diversas expressões, liderando e organizando ativamente sindicatos, movimentos, frentes e coletivos de resistência e de construção da Utopia Socialista.

10. É com o compromisso de defender a democracia; a ciência, como instrumento essencial para a formulação de políticas públicas; os movimentos sindicais e sociais; a luta antirracista, antifascista e feminista; os direitos humanos das crianças e dos adolescentes, dos idosos, das pessoas com deficiência, da comunidade LGBTQI+; uma política de juventudes, construída pela base, fundamentada no respeito intergeracional; que a MS-SE apresenta os nomes da companheira Sandra Morais, como pré-candidata a prefeita de Santo Amaro das Brotas; do companheiro Uilson Meneses, como pré-candidato a prefeito de Itaporanga d’Ajuda; da companheira Ângela Melo, como pré-candidata a vereadora de Aracaju; da companheira Val, como pré-candidata a vereadora de Itaporanga d’Ajuda; do companheiro Luciano Acciole, como pré-candidato a vereador de Japaratuba; do companheiro Dantas, como pré-candidato a vereador de Itabaiana; e da companheira Itanamara Guedes, como pré-candidata a vereadora de Nossa Senhora da Glória.

11. A Militância Socialista de Sergipe se manifesta em defesa de uma sociedade em que o povo decide o seu próprio destino. Estamos prontos para a luta!

12. Lutaremos para transformar as eleições municipais num campo de avanço para o projeto popular que defendemos no nosso cotidiano, ajudando a derrotar o galope do autoritarismo e do fascismo em nosso país.

13. Conclamamos todos para unir forças na construção da Sociedade Socialista. Sigamos em direção à vitória popular!

Militância Socialista de Sergipe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *