Custo da construção em Sergipe apresentou estabilidade, em maio

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados do Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção Civil – SINAPI, do IBGE e da Caixa Econômica Federal, revelou que o custo médio da construção em Sergipe, por metro quadrado (m²), em maio deste ano, apresentou estabilidade, quando comparado com o mês imediatamente anterior, abril último. Em relação ao mês de maio do ano passado, o custo assinalou aumento de 1,5%.

 

Em termos absolutos, o custo médio por metro quadrado ficou em R$ 1.000,97, assinalando o menor custo do país, no mês analisado. Este valor considera a desoneração da folha de pagamento de empresas do setor da construção civil, através da Lei 12.844/13.

 

Em relação ao demais estados, o segundo menor custo foi registrado em Pernambuco (R$ 1.050,65), seguido de Rio Grande do Norte (R$ 1.053,65). Os maiores custos foram em Santa Catarina (R$ 1.337,61) e no Rio de Janeiro (R$ 1.320,17).

 

Composição do custo da construção de maio/2020

 

Analisando separadamente os componentes do custo da construção, verificou-se que, do valor total, a fatia de 54,3%, ou R$ 543,09, referiu-se ao custo com material, enquanto os 45,7% restantes, ou R$ 457,88, corresponderam ao valor da mão de obra empregada.

 

Em termos relativos, o custo com material, no mês considerado, teve redução de 0,3% na comparação com maio de 2019. Já quando comparado com o mês anterior, abril último, notou-se estabilidade.

 

Quanto ao custo com a mão de obra, observou-se aumento de 3,8% em relação a maio do ano passado. No comparativo com o mês antecedente, o custo com mão de obra não apresentou variação.

 

NIE/FIES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *