Opção pela vida

Coluna Rita Oliveira – 09 junho

 

No Brasil, até ontem à noite, tinha 707.402 pessoas infectadas e 37.134 mortes por conta da pandemia do novo coronavírus. Foram registrados 15.564 casos e 679 óbitos nas últimas 24 horas, conforme dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

Em Sergipe, por conta da baixa taxa de isolamento social (43%) – o pior índice do Nordeste e o 26º do país até essa segunda-feira, 08 – só vem aumentando o número de pessoas infectadas e mortas a cada dia no estado.

De acordo com o boletim epidemiológico divulgado na noite de ontem pela Secretaria de Estado da Saúde, são 9.727 casos confirmados e 234 óbitos. Nas últimas 24 horas foram registrados 439 novos casos e mais 17 mortes.

Mesmo o governo tendo conseguido aumentar quase cinco vezes o número de leitos de UTI SUS exclusivamente para coronavírus nos últimos dois meses, aumentando de 27 para 126 leitos apenas na rede pública para pacientes graves diagnosticados com a Covid-19, a taxa de ocupação  em leitos de UTI em hospitais públicos até essa segunda-feira é 58,7%. Já a taxa de ocupação em leitos de UTI em hospitais privados é de 88,8%.

Em 13 dias, Sergipe mais que dobrou o número de óbitos pela covid-19. Somente do dia 31 de maio ao último sábado (06), foi aferida uma média de cerca de 8 óbitos por dia.

Diante deste cenário foi sensata a decisão ontem do governador Belivaldo Chagas (PSD) em prorrogar as medidas de enfrentamento e prevenção à pandemia. Mantém funcionando só os serviços essenciais até o próximo dia 15.

Segundo Belivaldo, ele tomou essa decisão por ter responsabilidade com as vidas das pessoas e  entender que precisa fazer o possível para diminuir esses números.  “Não haverá flexibilização das medidas enquanto o risco para as pessoas for tão alto, não quero ver mais famílias chorando a perda de seus entes queridos”, declarou.

Trocando em miúdos entre  salvar vidas e a economia o governador segue determinado a salvar vidas, apesar da pressão dos empresários para abertura do comércio.

O governo está fazendo a sua parte. É preciso que a população também faça a sua parte tendo consciência de que estamos numa guerra, enfrentando um adversário invisível e mortal, e que, para combate-lo, é preciso só sair de casa em caso de extrema necessidade e não fazer festas privadas durante o isolamento social.

Quanto mais desrespeitarmos o isolamento social, mais tempo a pandemia vai demorar a passar e, consequentemente, a vida se tornará um caos não só para os empresários que já começaram a falir, mas para as pessoas que estão confinadas em suas casas há mais de 80 dias. Sem falar na situação dos que vão contrair o vírus e até perder suas vidas.

As pessoas precisam ter juízo, pois já está mais do que claro de que o coronavírus não é uma “gripezinha” como diz o presidente Jair Bolsonaro.   Precisam seguir a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS), caso contrário, o que já tá ruim vai ficar pior!

………………………………….

Adiado

Com a decisão do governador Belivaldo Chagas (PSD) em não flexibilizar a abertura do comércio até o próximo dia 15 de junho foi adiado o lançamento do Plano de Retomada Econômica do Estado, que os empresários esperavam para ontem. “O governo não pode fazer a sua parte com relação a retomada econômica se as pessoas não se conscientizarem que precisam manter o isolamento social”, disse Belivaldo, que cancelou ontem a tradicional entrevista coletiva à imprensa, nas segundas-feiras, às 16h, no Palácio de Despachos, para anunciar novo decreto com medidas de combate a covid-19.   Preferiu sair com nota.

 

Isolamento social

Pedrinhas, São Domingos, Tomar do Geru, Campo do Brito e Porto da Folha são os municípios com pior taxa de isolamento social (entre 33% e 34%). Os com maior taxa são Nossa Senhora do Socorro (46%), Barra dos Coqueiros (46%),  Riachão do Dantas (46%), Riachuelo (47%), Divina Pastora (47%), Aracaju (48), Pedra Mole (48%) e Itabi (48%). O recomendado é 70%.

 

Sem consenso

O polêmico projeto de lei contra as fake news, de autoria do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), não será votado nesta semana. É que líderes partidários no Senado não chegaram ontem a um consenso sobre o conteúdo do texto, durante reunião.

Alfinetada

O deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) segue em guerra com o ex-aliado Alessandro Vieira e a delegada Danielle Garcia, pré-candidata a prefeita de Aracaju pelo Cidadania. “Um ano e meio de oposição pesada a Belivaldo e Edvaldo. Processos: zero. Meia dúzia de postagens criticando a delegada Danielle e o delegado Alessandro: censura. Me enchem de processos (como se isso fosse me intimidar). O erro está em quem critica ou quem está sendo criticado?”.

 

Live sobre as fake news

A juíza Elaine Celina Afra da Silva Santos, titular da 31ª Zona Eleitoral, com jurisdição em Itaporanga e Salgado, proferirá hoje a palestra com o tema “Eleições 2020, Fake News e Suas Implicações”. A live terá início às 19h, e será ministrada no perfil oficial do TRE-SE no Instagram – @tresergipe.  O advogado Jefferson Feitoza de Carvalho Filho, presidente da Comissão de Direito Eleitoral da OAB/SE, será o mediador da conferência virtual.

 

No TRE 1

Está na pauta do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE/SE) de hoje o julgamento de recurso e embargo de declaração apresentados pela defesa do prefeito de Tobias Barreto, Diogenes Almeida, e da deputada estadual Diná Almeida (Podemos). Os dois são acusados de abuso de poder político e de uso indevido de meio de comunicação social nas eleições 2018. A relatora é a desembargadora Iolanda Guimarães.  Tem interesse na ação a suplente de deputada, Gracinha Garcez (Podemos), ex-prefeita de Itaporanga D´Ajuda.

 

No TRE 2

Líderes partidários do Congresso Nacional vão se reunir na próxima semana com um grupo de médicos para tratar do adiamento das eleições municipais previstas para outubro. Os especialistas têm aconselhado o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e defendido a mudança da data do pleito em função da pandemia de covid-19. O grupo de médicos inclui epidemiologistas, infectologistas e um sanitarista, além de um biólogo e de um físico especializado em estatísticas de pandemia.

 

Eleições 1

Ontem os presidentes do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), e da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM, se reuniram com o presidente do TSE, Roberto Barroso. Davi e Maia sugeriram o encontro com os demais parlamentares para embasar a decisão final do Congresso sobre o assunto.

 

Eleições 2

Barroso transmitiu aos presidentes o consenso dos especialistas e afirmou que endossa o adiamento “por algumas semanas”, de modo que as eleições ocorram entre novembro e dezembro. O adiamento precisa ser aprovado pelos parlamentares através de uma proposta de emenda à Constituição (PEC).

 

Veja essa…

Ontem o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou que o Ministério da Saúde retome a divulgação dos dados acumulados do coronavírus. Acatou ação apresentada pelos partidos Rede Sustentabilidade, PSOL e PCdoB. Mais uma derrota do presidente Bolsonaro, que queria impedir a divulgação dos dados totais de pessoas infectadas, mortes e curvas de infecção por região. Essa decisão gerou críticas de entidades de diversos setores da sociedade no Brasil e em outros países e também em diversos setores políticos e de especialistas em áreas da saúde.

 

…e essa…

Os veículos G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL já tinham formado uma parceria para trabalhar na busca de informações necessárias nos 26 estados e no Distrito Federal sobre os novos casos e óbitos nessa pandemia. Foi uma reação à decisão de Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a  covid-19, com a divulgação às 22h do boletim apenas com dados referentes às últimas 24 horas excluindo os dados totais.

 

CURTAS

Do senador Alessandro Vieira: “Não existe motivo racional para ocultar números de vítimas da Covid. Não interessa a camuflagem escolhida, nada vai esconder o erro brutal de avaliação do governo federal. A gripezinha já matou mais de 35 mil brasileiros. Seria mais nobre reconhecer e corrigir para salvar vidas”.

 

Do senador Rogério Carvalho: “Bolsonaro negligenciou e fez pouco caso do combate à pandemia. Estamos solicitando ao TCU e também a comissão mista de Deputados e Senadores que façam a contagem dos números de mortes pela Covid-19. A informação correta é um direito de todos os brasileiros”.

 

Do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM): “Após reunião de líderes nessa segunda (8), ficou decidido que a Comissão Mista Especial de Acompanhamento do Coronavirus trabalhará com os dados estatísticos da pandemia fornecidos pelos estados e DF. É papel do parlamento buscar a transparência em um momento tão difícil para todos”.

 

Divergem do Ministério da Saúde os dados de ontem sobre os casos e óbitos da covid-19 levantados pelo G1, O Globo, Extra, O Estado de S.Paulo, Folha de S.Paulo e UOL. Segundo esses veículos,  morreram nas últimas 24 horas no país 849 pessoas e não 679,  chegando a 37.312 os óbitos e não 37.134 divulgados pelo ministério.

 

 

 

 

A ex-prefeita de São Cristovão, Rivanda Farias, denunciou a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) o corte de árvores, de forma desordenada e sem planejamento, no Elevatto Condomínio Clube, situado na Rua José Deodoro Santos, 290, no Bairro Lúzia, por determinação do síndico. Lamenta que árvores sadias estejam sendo decepadas e pede providências ao órgão ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *