Custo da cesta básica em Aracaju assinalou aumento de 2,9% em maio

Análise realizada pelo Boletim Sergipe Econômico, parceria do Núcleo de Informações Econômicas da Federação das Indústrias do Estado de Sergipe (FIES) e do Departamento de Economia da UFS, com base nos dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica, realizada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE)[1], revelou que o valor médio da cesta básica na capital sergipana ficou em R$ 400,15. Dentre as dezessete capitais pesquisadas Aracaju permaneceu registrando o menor custo da cesta.

Em termos relativos, na comparação com maio do ano passado, verificou-se redução de 1,96% no valor da cesta. Já na comparação com o mês imediatamente anterior, abril último, o recuo observado no custo do conjunto de alimentos essenciais foi de 0,30%.

De janeiro a maio do ano corrente, o custo da cesta em Aracaju acumulou alta de 13,69% em relação ao mesmo período de 2019.

Custo médio das cestas nas outras capitais em maio/2020

Em maio, a capital que registrou o custo mais elevado da cesta foi Rio de Janeiro (R$ 558,81), seguido de São Paulo (R$ 556,36) e Vitória (R$ 536,73). Por outro lado, os menores valores médios foram encontrados em Aracaju (R$ 400,15), Salvador (R$ 410,33) e Natal (R$ 429,57).

Em termos relativos, quando comparado com o mês imediatamente anterior, abril deste ano, verificou-se que os aumentos mais expressivos na cesta de conjuntos essenciais ocorreram em Belém (4,4%), Curitiba (3,9%) e Rio de Janeiro (2,7%). Já as reduções mais intensas no custo da cesta no período foram registradas em Campo Grande (- 8,1%), Brasília (-6,4%) e Fortaleza (5,7%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *