Reunião ministerial: ministra Damares diz que vai pedir prisão de prefeitos e governadores

Durante a reunião ministerial do dia 22 de abril do governo Jair Bolsonaro (sem partido), cuja gravação foi liberada nesta sexta-feira, 22, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Celso de Melo, a ministra da Mulher, da Família, dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que vai “pegar pesado” contra prefeitos e governadores que tomaram medidas mais rígidas de isolamento contra o coronavírus.

Declarou Damares, a polêmica ministra que disse ter visto Jesus em uma goiabeira e que menino veste azul e menina veste rosa:

“O nosso ministério já tomou iniciativa e nós tamos pedindo inclusive a prisão de alguns governadores”, disse a ministra ao criticar o fato de governadores baixarem decreto estabelecendo até prisão da população. Citou o fato de ter estados em que a polícia entra nas residências sem mandato.

“Idosos estão sendo algemados e jogado dentro de camburões no Brasil. Mulheres sendo jogadas no chão e sendo algemadas por não terem feitos nada … feito nada. Nós estamos vendo padres sendo multados em noventa mil reais porque estavam dentro da igreja com dois fiéis. A maior violação de direitos humanos da história do Brasil nos últimos trinta anos está acontecendo neste momento, mas nós estamos tomando providências. A pandemia vai passar, mas governadores e prefeitos responderão processos e nós vamos pedir inclusive a prisão de governadores e prefeitos. E nós tamo subindo o tom e discursos tão chegando. Nosso ministério vai começar a pegar pesado com governadores e prefeitos”, afirmou a ministra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *