Após fritura Regina Duarte deixa secretaria especial da Cultura

A atriz Regina Duarte, que já vinha sendo “fritada”, não é mais secretária especial da Cultura do governo de Jair Bolsonaro. Ela comandará a Cinemateca Brasileira, com sede em São Paulo.

 

Na manhã desta quarta-feira, 20, o presidente Bolsonaro afirmou que Regina estava com saudade da família e que a mudança seria para o “bem” dela, em respeito ao “passado” da atriz —que encerrou um contrato de mais de 50 anos com a TV Globo para virar secretária— e “por tudo o que representa para todos nós”.

 

Nos bastidores auxiliares dizem que ambos estavam insatisfeitos um com o outro e se dedicaram a encontrar uma saída honrosa para a artiz ex-global.

O nome mais cotado para assumir o seu lugar é o ator Mário Frias. Regina, inclusive, almoçou ontem com ele. Ela assumiu a secretaria especial da Cultura em 4 de março.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *